Projeto Brasil Mostra Tua Cara

Atendendo a um pedido do Gean, do Meu Cantinho, estou divulgando uma pesquisa que está sendo realizada pela University of Western Ontario e coordenada pelo Centro de Informação Comunitária Brasil Angola. O objetivo é saber quantos brasileiros vivem atualmente na província de Ontário, no Canadá. Segue abaixo, na íntegra, o texto retirado do blog do Gean que explica exatamente de que se trata esta pesquisa.

.

“O projeto chama-se BRASIL MOSTRA TUA CARA e tem por objetivo coletar informações sobre os brasileiros que moram na província de Ontário. O motivo da pesquisa é que até hoje não se tem nenhuma informação clara sobre quantos somos, onde moramos, o que fazemos, etc.

.

Portanto, se você mora na província de Ontario ou conhece alguém que mora, [mande] um e-mail para seu amigo e fale desse projeto. Nosso objetivo é coletar no mínimo 1000 participantes.

.

Saiba mais sobre o projeto clicando neste link: http://centrobrasilangola.org/brasilmostratuacara/chamada.asp.”

.

Ainda não posso responder à pesquisa, mas se você mora por aí, não custa nada ajudar, né?

.

Beijos

Anúncios
Categorias: Canadá, Pesquisas | 1 Comentário

O tal do inglês, IELTS e blá-blá-blá

Gente, antes de mais nada, desculpem-me pelo sumiço. Minha última semana foi daquelas! Uma baita gripe que já se foi mas deixou uma tosse de cachorro que não passa nunca e garganta inflamada. Fiquei (e ainda estou um pouco) imprestável. Não tinha ânimo nenhum para nada – escrever, pesquisar e nem ligar o computador em casa à noite. Ficava jogada no sofá fazendo inalação para ver se conseguia dormir melhor. Ainda não estou 100% e nem 50% mas só um pouco melhor. Só que preciso chutar o desânimo e a falta de inspiração para longe. 

Outra coisa é que mais uma vez quero agradecer pelas mais de 3000 visitas do blog em 2 meses de vida.  

E vamos ao que interessa: o tal do inglês. Esse tal que deixa a maioria dos candidatos a imigrantes de cabelos em pé, inclusive eu. Como já disse aqui anteriormente, sou formada em Tradução e Interpretação e tenho o inglês fluente, mas todo mundo sabe que, mesmo falando inglês muito bem, quando chega a hora e você tem que dormir e acordar em inglês, o bicho pega. Mesmo para os que vão voltar a estudar lá. Acho que o esforço é dobrado vendo tudo em um idioma que não é o seu. Imagino que no início temos que ir pegando no tranco e depois vai melhorando. Só não pode desanimar.  

Eu, como Tradutora e também como amante de idiomas, fico mortificada de não entender o que as pessoas falam. Adoraria saber falar diversas línguas porque as acho lindas e sinto que são barreiras que nos impedem de ter acesso a uma outra cultura, outro estilo de vida. Para mim, é fascinante. Ir morar num país bilíngüe, então, nem se fala. Vou fazer questão de aprender o francês também.

Pensando nisso estes dias, senti vontade de fazer uma pós-graduação em Língua Inglesa por lá. Nada de literatura, porque não gosto, mas a parte estrutural: fonética, morfologia, sintaxe. Estudar a fundo a gramática. Vou dar uma pesquisada nestes cursos também, juntamente com os vários outros da minha lista. :o) Isso fez reacender em mim um antigo sonho: de escrever um livro. Tenho um enredo escrito há mais de 10 anos, mas escrevi somente 3 capítulos. Talvez tenha desanimado porque nunca acreditei que o tipo de história que vou contar desperte o interesse de alguma editora no Brasil. É um romance ao estilo de Danielle Steel, Nora Roberts. Romance do estilo que a Harlequin Books publica. Explico: a Harlequin é uma editora canadense, com sede em Toronto, que vende à Editora Nova Cultural no Brasil os romances que sempre são publicados naqueles livrinhos que todo mundo já deve ter ouvido falar: Julia, Bianca, Sabrina, Momentos Íntimos, etc. Há quem diga que é literatura lixo, mas eu nem ligo de admitir que ADORO esses romances água com açúcar.  Quem sabe um dia eu ainda não escreva meu livro em inglês e venda para eles. ;o) 

Aproveitando o post para que não seja totalmente blá-blá-blá, me bateu uma dúvida que gostaria que vocês me ajudassem. Inicialmente tinha pensado em prestar o IELTS entre setembro e novembro desse ano e depois dar entrada no processo de imigração. Agora fiquei em dúvida se deixo para fazer o teste depois que tiver dado entrada no processo e chutar a nota que acho que vou tirar. O que vocês acham? Quero decidir isso logo para poder pegar de vez nos estudos para o exame. 

Beijo

Categorias: Blog, Estudos, Idiomas, IELTS, Pessoal | 10 Comentários

A lista de cidades

Então, como eu havia prometido o post sobre as cidades que vamos pesquisar, aqui estou.  De início, para fazer a lista, não tive nenhum critério. Só o Québec foi excluído porque iremos pelo Processo Federal e não falamos francês.  As primeiras que entraram foram Vancouver (onde uma amiga morou por um ano), Toronto e Calgary, que eram as cidades que eu conhecia. Então fui xeretar em quais cidades há filiais da empresa em que trabalho e nas quais já trabalhei. Aí entrou Halifax também. E após visitar muitos sites, ler muitos depoimentos ou mesmo olhar no mapa, fui acrescentando algumas cidades. Outras acrescentei sem critério nenhum, nem sei como são. Tenho que começar tudo do scratch. 

Após conversas com o Dinho, começamos a pensar como seria a cidade perfeita para morarmos e, assim de bate-pronto, sem pensar com a razão e somente com o coração, o que “idealmente” queremos é uma cidade menor, mas que seja ao lado de uma grande metrópole. É como vivemos hoje em São Caetano do Sul, com cerca de 150 mil habitantes, a apenas meia hora do centro de São Paulo. Porém, antes das pesquisas serem finalizadas, não há nada decidido. Sei das vantagens e desvantagens de uma cidade grande e de uma pequena, mas só decidiremos quando terminar as pesquisas. E ainda pode ser que mudemos de idéia na última hora. A única cidade que foi excluída da nossa lista inicial é Vancouver, porque simplesmente não suportamos chuva. É algo que nos estressa profundamente. 

Aí está a lista das nossas cidades. Não é definitiva e não está na ordem de preferência. Está na ordem de número de habitantes, de 95 mil a 2,5 milhões. E se alguém tiver qualquer informação sobre qualquer uma delas que nos possa ser útil, por favor nos escreva. 

  • Toronto, Ontario

  • Ottawa, Ontario

  • Calgary, Alberta

  • Edmonton, Alberta

  • Mississauga, Ontario

  • Hamilton, Ontario

  • Kitchener, Ontario

  • Halifax, Nova Scotia

  • Winnipeg, Manitoba

  • London, Ontario

  • Oshawa, Ontario

  • Peterborough, Ontario

  • Barrie, Ontario

  • Kingston, Ontario

  • Guelph, Ontario

  • Brantford, Ontario

Beijos

Categorias: Canadá, Cidades, Pesquisas, Planejamento | 15 Comentários

Ursos Polares no Canadá

Fora do assunto de imigração, mas relacionado às terras geladas, quero apenas divulgar aqui o vídeo da matéria que passou no último domingo no Fantástico sobre a vida dos ursos polares no Canadá, que estão ameaçados de extinção.  A cada ano, em decorrência do aquecimento global, as geleiras derretem antes do tempo e os ursos ficam sem comida.  Esse assunto me chateia profundamente, mas não estou inspirada para falar sobre este longo assunto agora. 

Vale a pena ver a matéria. É curta mas tem umas imagens lindas dos ursos polares nadando. Eles são as “coisinhas” de 3 metros mais fofas do mundo!  

Link do vídeo

Bye

Categorias: Canadá, Meio-ambiente, Natureza, Vídeos | 8 Comentários

Onde morar? Que critérios usar na escolha?

Já comecei a saga das pesquisas para decidir em qual cidade morar. Trabalho minucioso, às vezes chato e acho que uma das coisas mais difíceis a serem feitas para os candidatos a imigrantes. Temos que considerar um milhão de coisas diferentes, fazer muita pesquisa, interpretar os dados de acordo com a realidade de cada um e tentar tomar a melhor decisão.  

Sempre li em diversos blogs sobre as tais pesquisas, mas poucas vezes li sobre o que foi considerado na escolha. Então, coloquei minha caixola para funcionar e criei meus próprios critérios de avaliação – é lógico que baseando-me nas minhas necessidades e do Dinho.  

Decidi colocar aqui os itens que estou avaliando em cada cidade. Talvez ajude alguém.    

  • Populaçãoestamos considerando este item porque queremos, idealmente, cidades menores, com no máximo 1 milhão de habitantes. Vamos ver se vai dar.);
  • Temperaturas médias;
  • Infra-estrutura de suporte ao imigrante;
  • Moradia – melhores bairros, preços de locação de imóveis e facilidades;
  • Estatísticas – violência, etc.;
  • Transporte público
  • Oportunidades de empregos e médias salariais;
  • Preços de carros e seguros;
  • Infra-estrutura de educação – colleges, universidades com os cursos que queremos fazer, child care e escolas públicas infantis; 
  • Vida cultural e lazer – shows, teatro, cinemas, barzinhos, etc.;
  • Custo de vida – gastos iniciais na chegada e mensais;
  • Academias e prática de esportes;
  • Pontos positivos e negativos;
  • Alíquota de impostos;
  • Fatos interessantes sobre a cidade; 
  • Depoimentos. 

Alguém está considerando alguma outra coisa? Caso tenham sugestões, por favor deixem nos comentários e abram a minha mente. :o)  

No próximo post vou falar sobre quais cidades estamos considerando nas pesquisas. E assim que minhas pesquisas ficarem prontas, coloco aqui no blog. 

See you!

Categorias: Cidades, Pesquisas, Planejamento | 6 Comentários

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.